Slum notifica 20 grandes geradores de lixo na Jatiúca

504f773d-1fbe-40a6-9115-8a5059c6c02d
Fiscalização da Slum tem colaborado na redução do descarte inadequado de resíduos em Maceió. Foto: Ascom Slum/ Arquivo

Para manter a cidade limpa e ordenada, a Prefeitura realiza um serviço amplo que vai além da coleta de resíduos e a manutenção de vias públicas, com a varrição, pintura de meio fio, capinação e mutirões nos bairros da capital. Coordenado pela Superintendência de Limpeza Urbana de Maceió (Slum), este trabalho também é pautado por ações de fiscalização, que têm coibido o descarte inadequado. Somente em uma semana, 24 grandes geradores de lixo foram notificados por irregularidades, sendo todos estabelecimentos comerciais do bairro Jatiúca.

Conforme prevê os artigos do Código Municipal de Limpeza Urbana, a coleta de resíduos é feita pelo serviço público somente para os geradores do lixo domiciliar. No caso dos estabelecimentos comerciais, que se enquadram no perfil de grandes geradores pela produção de mais de 100 litros de resíduos por dia, a coleta deixa de ser responsabilidade da Prefeitura e deve ser realizada pelo próprio estabelecimento por meio de uma empresa licenciada pelo Município. Neste caso, conforme também estabelece o Código, toda a oneração financeira referente ao serviço de coleta é assumida pela gestão do estabelecimento.

Em ações de fiscalização desde o último dia 03 nas principais vias do bairro Jatiúca, equipes da Slum percorreram estabelecimentos comerciais para inspecionar se o descarte de resíduos está sendo realizado adequadamente, com o registro obrigatório por meio do manifesto assinado pelas empresas coletoras. Entre as avenidas Júlio Marques Luz e Doutor Antônio Gomes de Barros, antigas avenidas Jatiúca e Amélia Rosa, foram registradas 24 notificações em decorrência da ausência de contrato privado para o serviço.

Agora, com as notificações, os estabelecimentos devem se adequar e apresentar os contratos com as empresas licenciadas. Na Júlio Marques Luz, a Slum notificou as empresas com os registros de Colmed, Eletroluz, Talvanes Rudes Melo Ferro, Jatiúca Lava Jato, Aldemir de Lurdes Rosa, Panificação Santa Fernanda, Art Módulos LTDA, Hotparts, 1 R Parafuzeta Comércio Eireli – APP, Luiz Desaine, Interfilm Películas, Galeteria Brasão, Soluções Gráficas, Termoves LTDA – ME, Paulo Henrique Lira, O Borrachão, Seletiva Comércio de Materiais de Limpeza. Nesta avenida, foram 20 notificações.

Já na antiga Amélia Rosa, foram notificadas as galeterias Barbytyra Nogueira, Lucarine e S Stars, o Comercial Bebidas Levada – Menezão Praia.

“O trabalho da Slum é amplo e atende toda a cidade, não sendo restrito à coleta de lixo. Temos que fiscalizar e orientar sobre o descarte correto dos resíduos para garantir uma cidade limpa e ambientalmente adequada. Com as notificações garantimos o direcionamento adequado do lixo que é produzido e descartado pela população e por estabelecimentos comerciais, industriais e hospitalares. Apesar de complexo pela dimensão da cidade, é um trabalho que tem surtido efeito e assim continuaremos”, afirma titular da Slum, David Maia.

Ascom Slum