Governo de Alagoas anuncia investimentos de R$ 8 milhões para projetos científicos

Cooperação entre Fapeal e Seduc deve fomentar pesquisas nas escolas estaduais

64769d7f8d55e26f680d3941930a4808_L
Serão financiadas 100 Bolsas de Formação Científica, Artística e Cultural para alunos da rede pública estadual. Valdir Rocha 

A cooperação entre a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas (Fapeal) e a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) vai propiciar o fomento da pesquisa científica entre os alunos do ensino médio da rede estadual de ensino. O termo de cooperação técnica foi assinado nesta terça-feira (24) durante solenidade no Complexo Cultural Teatro Deodoro onde o governador Renan Filho anunciou investimento de R$ 8 milhões em projetos de ciência, tecnologia e inovação. Na ocasião, houve lançamento do edital para o financiamento de pesquisas.

Por meio do termo de cooperação assinado pela secretária executiva da Educação, Laura Souza e pelo diretor-presidente da Fapeal, Fábio Guedes, haverá o financiamento de 100 Bolsas de Formação Científica, Artística e Cultural para alunos da rede pública estadual.

Ao todo, estas bolsas totalizam um investimento de 120 mil e serão pagas para estudantes que desenvolvem projetos científicos em suas escolas. A proposta é estimular o interesse pela carreira científica como também propiciar ferramentas que tornem o aprendizado mais dinâmico.

Foto: Márcio Ferreira
Foto: Márcio Ferreira

“Queremos propiciar a formação científica destes alunos de forma que eles tenham uma visão de mundo mais ampla, que consigam encarar o dia a dia pela ótica do método científico. E, além de estimular formação nas áreas de ciências da natureza, pretendemos facilitar o aprendizado, pois, por meio de projetos, a assimilação dos conteúdos repassados em sala de aula é mais eficiente”, explica Laura Souza.

A secretária também destaca que, ao fomentar a iniciação científica nas escolas de ensino médio, o Estado também investe em ações sociais. “Muitas destas pesquisas são pensadas a partir de problemas e demandas das regiões onde vivem estes alunos. Logo, além da iniciação científica, esta iniciativa também favorece a formação social dos alunos”, observa Laura.

Mestrado – Além das bolsas de iniciação científica para alunos, a solenidade desta terça-feira também promoveu lançamento de edital para bolsas de mestrado para os professores da rede estadual de ensino, as quais representam um investimento de R$ 810 mil.

Ana Paula Lins – Agência Alagoas