Fim dos lixões começa a ser realidade em AL

Resultado de um trabalho conjunto entre a Associação dos Municípios Alagoanos- AMA -os sete consórcios municipais e a Secretaria Estadual de Meio Ambiente, a política nacional de resíduos sólidos avança com o anúncio do fim dos lixões em 26 cidades. Um trabalho silencioso dos prefeitos que há anos defendem uma fonte de financiamento para execução das políticas determinadas pela legislação.

Desde que a Lei de Resíduos Sólidos foi implementada, a AMA criou uma assessoria específica para acompanhar a formação de consórcios e oferecer capacitação aos gestores e equipes técnicas. O resultado desse trabalho foi reconhecido nesta segunda-feira pela Secretaria Estadual que entregou, durante uma solenidade que teve a participação de um representante do Ministério do Meio Ambiente, do Ministério Público Estadual e do  IMA, os planos intermunicipais de gestão integrada de resíduos sólidos, conhecidos como Pigirs. Os prefeitos também foram homenageados “ pelo trabalho e a vontade política de colocar um ponto final nos lixões, mesmo diante das dificuldades financeiras enfrentadas”, como enfatizou o secretário Alexandre Ayres. Ele garantiu que durante o período de atuação na elaboração dos planos intermunicipais, o Governo de Alagoas deu suporte e realizou encontros nos municípios para o planejamento das ações que precisam ser colocadas em prática.

Hugo Wanderley, presidente da AMA, diz que receber os planos  “é uma realização para prefeitos e prefeitas e que todos estão fazendo o possível e o impossível, para executar a política de resíduos nas cidades”. Agora, com apoio da AMA , os consórcios vão para uma nova fase que é a de cumprir as metas estabelecidas no planejamento debatido com prefeituras e sociedade. Wanderley disse aos promotores presentes, Geraldo Majela, José Antônio Malta Marques e Lavínia Fragoso que os prefeitos precisam do Ministério Público como parceiro dos municípios na defesa da definição de fontes de financiamentos. “Acabar os lixões é um desejo de todos nós. Não é uma questão de lei, mas sim uma necessidade social”, finalizou.

O ministro do Turismo, Marx Beltrão participou do evento para lembrar que 15% das viagens feitas hoje no país são vinculadas ao ecoturismo e acabar com lixões e dar destino certo aos resíduos é o ambiente ideal para que a cidade também promova e ganhe com o turismo.

O representante do Ministério do Meio Ambiente, Eduardo Santos  reconheceu o avanço para os municípios alagoanos que é ter os planos prontos e garantiu que, num universo de 5570 municípios, esse trabalho significa sair na frente e demonstrar interesse em contribuir através da sustentabilidade para um meio ambiente melhor.

Representando os consórcios Conagreste, Cigres, Conorte, Crerssal, Conisul, Corszam e o  Metropolitano , o prefeito de Olho D’Água das Flores, Carlos André dos Anjos disse que agora , a população, geradores de resíduos e comerciantes também precisam ser parceiros do poder público para reduzir a grande quantidade de resíduos nas ruas e promover  sua disposição final. “São anos de luta e trabalho. Sabemos a importância do tratamento correto do lixo para a comunidade e vamos nos empenhar nos processos de educação para cumprir o que nos propomos fazer”, disse o presidente do Cigres.

O prefeito de Marechal Deodoro, Claudio Roberto , o Cacau, que nos primeiros dias de gestão determinou o fim do lixão ,disse que  dar destino correto aos resíduos sólidos foi uma decisão acertada. No Sertão, em Dois Riachos, o prefeito Ramon Camilo garantiu que o consórcio é a única saída viável e é importante a adesão de todos.

A entrega dos planos na AMA também contou com a presença do Gerente do Setor Público da Caixa Econômica Federal, Sandro Pepe e do diretor-presidente do IMA-AL, Gustavo Lopes.

SAIBA QUAIS SÃO E OS MUNICÍPIOS INTEGRANTES DOS CONSÓRCIOS EM ALAGOAS

Consórcio Intermunicipal para Gestão de Resíduos Sólidos – CIGRES

Presidente Carlos André

Municípios consorciados: Batalha, Belo Monte, Cacimbinhas, Carneiros, Dois Riachos, Jacaré dos Homens, Jaramataia, Major Isidoro, Maravilha, Monteirópolis, Olho d’Água das Flores, Olivença, Palestina, Pão de Açúcar, Santana do Ipanema, São José da Tapera, Senador Rui Palmeira

Consórcio Regional de Resíduos Sólidos do Sertão de Alagoas – CRERSSAL

Presidente: José Cícero Vieira

Municípios consorciados: Água Branca, Canapi, Delmiro Gouveia, Inhapi, Mata Grande, Pariconha, Piranhas, Olho d’Água do Casado

Consórcio Regional de Resíduos Sólidos do Agreste Alagoano – CONAGRESTE

Presidente: Ediel Barbosa Leite

Municípios consorciados: Arapiraca, Belém, Campo Grande, Craíbas, Coité do Nóia, Minador do Negrão, Estrela de Alagoas, Feira Grande, Palmeira do Índios, Igaci, Girau do Ponciano, Lagoa da Canoa, Limoeiro de Anadia, Maribondo, Olho d`água Grande, Quebrangulo, São Sebastião, Taquarana, Tanque d’Arca e Traipu

Consórcio Regional de Resíduos Sólidos da Zona da Mata Alagoana – CORSZAM

Presidente: Bruno Rodrigo Valença

Municípios consorciados: Atalaia, Branquinha, Cajueiro, Capela, Chã Preta, Ibateguara, Mar Vermelho, Murici, Paulo Jacinto, Pindoba, Santana do Mundaú, São José da Laje, União dos Palmares

Consórcio Intermunicipal do Sul do Estado de Alagoas – CONISUL

Presidente: Marcius Beltrão Siqueira

Municípios consorciados: Barra de São Miguel, Boca da Mata, Campo Alegre, Coruripe, Feliz Deserto, Igreja Nova, Jequiá da Praia, Junqueiro, Penedo, Piaçabuçu, Porto Real do Colégio, São Brás, São Miguel dos Campos, Teotônio Vilela

Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento da Região do Litoral Norte de Alagoas – CONORTE

Presidente: David Pedrosa

Municípios consorciados: Campestre, Colônia Leopoldina, Flexeiras, Jacuípe, Japaratinga, Jundiá, Maragogi, Matriz de Camaragibe, Novo Lino, Porto Calvo, Porto de Pedras, São Miguel dos Milagres

Consórcio  Regional Metropolitano de Resíduos Sólidos de Alagoas

Presidente: Haroldo Nascimento

Municípios consorciados: Barra de Santo Antônio, Coqueiro Seco, Marechal Deodoro, Messias, Paripueira, Pilar, Rio Largo, Santa Luzia do Norte, Satuba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *