“Eu vou viajar”, dispara Dilma Rousseff em rede social, após restrições de Temer

dilmaviaja

Um dia após discursar em Porto Alegre e criticar o parecer da Subchefia de Assuntos Jurídicos da Casa Civil, que baseou a decisão de restringir ao trecho Brasília-Porto Alegre-Brasília os deslocamentos da presidente afastada com aviões da Força Aérea Brasileira (FAB), a presidenta Dilma Rousseff levou às redes sociais seu desabafo sobre a determinação do governo Temer.

Neste sábado, em sua página oficial no Facebook, Dilma foi taxativa: “Eu vou viajar”. “É um escândalo que eu não possa viajar para o Rio, para o Pará, para o Ceará… Isso é grave. Eu não posso, como qualquer outra pessoa, pegar um avião (comercial). Tem de ter todo um esquema garantindo a minha segurança, pela Constituição. É a Constituição que manda. Estamos diante de uma situação que vai ter de ser resolvida. Eu vou viajar!”, escreveu a presidente.

Visita à filha após atos na capital gaúcha

Dilma está em Porto Alegre desde quinta-feira. Desde então, participou do lançamento do livro “Resistência ao Golpe 2016” no Teatro Dante Barone, na Assembleia Legislativa. Também participou de um protesto na Esquina Democrática, entre a Avenida Borges de Medeiros e a Rua dos Andradas, no Centro.

Neste sábado, deu prioridade à agenda particular: deixou seu apartamento na Zona Sul da capital gaúcha, e visitou a filha, Paula Rousseff Araújo, e os dois netos.

Extra