Entra em vigor nesta segunda-feira, ponto eletrônico da Câmara Municipal

Medida visa garantir maior transparência e isenção no controle da carga horária e horário de trabalho dos servidores

camara

Começa a valer nesta segunda-feira (4), a determinação da mesa diretora da Câmara Municipal de Maceió para que todos os funcionários, efetivos e comissionados, passem a bater o ponto eletrônico. A medida visa possibilitar maior controle da carga horária e dos horários de trabalho dos servidores, dando maior transparência e eficiência ao Poder Legislativo da capital alagoana.

Ao todo, cerca de 270 servidores, que atuam na sede da Câmara no centro de Maceió, têm a obrigação de bater o ponto. Para garantir o pleno funcionamento do sistema eletrônico, desde meados do ano passado, todas as medidas necessárias foram adotadas como aquisição de equipamentos e “software”. “Fomos implantando o novo método por etapas”, lembrou o superintendente da Casa, João Mendes. “Primeiro, foi a compra de equipamentos, depois o cadastramento digital dos servidores e agora, vamos efetivamente colocar o ponto eletrônico para funcionar”, destacou ele.

Para o presidente da Câmara, vereador Kelmann Vieira (PMDB), o maior beneficiado é o próprio servidor. “ A partir de agora, os funcionários terão de forma isenta e transparente o controle de suas horas trabalhadas”, afirmou. O presidente lembrou ainda que para a implantação do sistema, o Poder Legislativo contou com a ampla colaboração de técnicos do Tribunal de Contas do Estado (TCE). “Eles implantaram com sucesso a experiência no Tribunal, então, fomos buscar esse ‘know-how’, através de um convênio firmado entre as instituições”, disse ele.

Kelmann Vieira destacou também que a população de Maceió ganha com esta medida, já que o ponto eletrônico é uma ferramenta segura de garantir que os servidores públicos trabalhem regularmente, com o corte nos salários daqueles que faltarem sem apresentar justificativas. “Estamos, desta forma, tratando com responsabilidade cada centavo do dinheiro público. Além disso, essa importante mudança também atende uma recomendação do Ministério Público Estadual, órgão com o qual temos dialogado muito no sentido de melhorar todos os processos dentro da Casa”, destacou.

“O maior legado que atual gestão irá deixar é a organização administrativa e a instalação do ponto eletrônico é um dos itens essenciais para atingirmos esse objetivo”, declarou o superintendente João Mendes.

Ascom/Câmara

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *