Energia solar aparece como economia sustentável no turismo de AL

Evento aconteceu nesta terça-feira (24), no Hotel Tambaqui, no bairro da Ponta Verde

1d6b94742882c259ef2cfdb5dd640a87_L
Reduzir custos e buscar alternativas sustentáveis foi o foco do Encontro de Energia Solar voltado para empresários da rede turística de AlagoasDivulgação e Itawi Albuquerque 

Reduzir custos e buscar alternativas sustentáveis para o desenvolvimento econômico. Seguindo essa tônica por uma nova Alagoas, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur) realizou, na manhã desta terça-feira (24), o Seminário e Encontro de Energia Solar voltado para empresários da rede turística do Estado. O evento aconteceu no Hotel Tambaqui, no bairro da Ponta Verde, em Maceió.

Com a presença de aproximadamente 50 empresários, o superintendente de Energia e Mineração da Sedetur, Bruno Sardeiro, apresentou as vantagens para o setor a partir da implantação de fontes de energias renováveis e do funcionamento da regulamentação.

Para o empresário André Santos, proprietário do empreendimento Coqueiros Express Hotel, o seminário tem o papel de conscientizar o público sobre os cuidados ambientais e sustentáveis e apresentar novos caminhos de crescimento para as empresas.

“É importante que tenhamos consciência ambiental e, mais que isso, que todos adquiram conhecimento sobre a necessidade emergencial frente à responsabilidade social de buscar novas alternativas na geração de energia, além da redução de gastos. Conhecer o apoio do Governo do Estado em cada desejo nosso é essencial no alcance dessas conquistas”, afirma André Santos.

O segundo painel, ministrado pelo gerente de negócios com o Governo do Banco do Nordeste, Bruno Tavares Rodrigues, explorou as linhas de financiamento e a participação de instituições bancárias no apoio à aquisição de equipamentos.

Um desses programas de crédito é o FNE Sol, que tem como objetivo financiar a aquisição de modelos de equipamentos para mini ou microgeração de energia através de placas fotovoltaicas ou outras fontes renováveis.

As taxas de juros mais atrativas, análises de crédito mais ágil e a facilidade na aquisição de equipamentos foram apresentadas pelo gerente geral da Caixa Econômica, Ederson Luiz Ramalho.
As taxas de juros mais atrativas, análises de crédito mais ágil e a facilidade na aquisição de equipamentos foram apresentadas pelo gerente geral da Caixa Econômica, Ederson Luiz Ramalho.

Rodada de negócios

O segundo momento foi voltado para a rodada de negócios, na qual os proprietários de empreendimentos tiveram a oportunidade de conversar com representantes das empresas que fornecem equipamentos voltados para a geração de energia solar.

De acordo com Débora Ottoni, proprietária da Pousada da Sereia, no bairro da Pajuçara, a rodada representa o momento de tirar dúvidas e aproximar os empresários, estabelecendo futuras parcerias.

 “Há 15 anos eu utilizo placas térmicas no aquecimento da água dos chuveiros de toda pousada. Penso em ampliar a utilização de energias renováveis e por isso vim esclarecer todas as minhas dúvidas sobre os equipamentos, além de já prospectar quem ofertaria os serviços necessários”, explica.

A ação contou com o apoio da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Alagoas (ABIH- AL), Agência de Fomento de Alagoas (Desenvolve), Banco do Nordeste e Banco do Brasil.

Andressa Alves – Agência Alagoas