Criador tem até 15 de junho para declarar a vacinação da aftosa

Quem não fizer estará sujeito ao pagamento de multa e demais penalidades, a exemplo da proibição de transitar e comercializar animais

e2349ee352f11c9efaa9e4f305a87a5b_L
Com o fim da primeira etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa de 2016, a Adeal alerta aos criadores alagoanos que o prazo para a declaração termina na próxima quarta-feira, dia 15 de junho. Adaílson Calheiros

Com o fim da primeira etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa de 2016, a Adeal alerta aos criadores alagoanos que o prazo para a declaração termina na próxima quarta-feira, dia 15 de junho.

Para quem deixar de declarar será pago, por propriedade, o equivalente a 30 Unidades Padrão Fiscal do Estado de Alagoas (UPFAL) o que corresponde a R$ 673,70. Já o criador que também deixar de vacinar o rebanho pagará uma multa dez UPFAL ou R$ 220,79.

“O criador fica impossibilitado de emitir a Guia de Trânsito Animal (GTA). Com isso, ele não pode transitar e ou comercializar os animais até que a situação seja regularizada junto ao órgão de defesa”, informou Ironaldo Monteiro, assessor executivo agropecuário da Adeal.

Para fazer a declaração, é necessário apresentar a nota fiscal da compra da vacina, além de documentos pessoais. Na oportunidade, também deve ser feita a atualização do cadastro agropecuário e a retirada de uma senha para que, nas próximas etapas, a declaração possa ser feita pelo próprio produtor, sem a necessidade de comparecer a um escritório da Adeal.

Dorgival Junior – Agência Alagoas