Após três propostas do governo, agentes penitenciários decidem manter greve

Tentativa de acordo e a disponibilidade de negociação do Estado demonstram postura transparente e aberta, de amplo diálogo com as entidades

Governo mantém o canal de diálogo continua aberto com todos os servidores públicos do Poder Executivo Estadual. Ascom/Seplag
Governo mantém o canal de diálogo continua aberto com todos os servidores públicos do Poder Executivo Estadual. Ascom/Seplag

Mais uma vez, o Governo de Alagoas demonstra disposição em resolver o impasse com os agentes penitenciários. Em mais um encontro entre o Estado e o Sindicato dos Agentes Penitenciários de Alagoas (Sindapen/AL), realizado na manhã desta sexta-feira (27), as propostas do governo passaram por aperfeiçoamento, em conjunto com a categoria, a fim de propor novos avanços.

 2705-GREVE

Apesar das propostas oferecidas na Mesa, foi realizada uma assembleia com a categoria de servidores que, pela terceira vez, rejeitou o acordo e decidiu manter o movimento grevista, iniciado no último dia 10 de maio.

A tentativa de acordo e a disponibilidade de negociação do Estado demonstram, mais uma vez, a postura transparente e aberta, de amplo diálogo com as entidades que representam os servidores públicos estaduais, adotada pelo Governo de Alagoas.

A Secretaria do Planejamento e Gestão lamenta que a categoria tenha decidido manter a greve, que prejudica o governo, a categoria e, principalmente, a sociedade alagoana, trazendo grandes prejuízos a todas as partes.

O gestor titular da Seplag, Christian Teixeira, reitera a necessidade de avaliar a atual conjuntura do Estado e do país, de instabilidade e dificuldade financeira.

“O Estado de Alagoas não tem medido esforços para solucionar as reivindicações dos servidores públicos. Vale ressaltar que enquanto gestores de vários outros estados da Federação são cobrados pelo pagamento de salários atrasados dos servidores, Alagoas busca avanços e progressos para seu funcionalismo público”, frisa Christian Teixeira.

Mesmo com a posição dos agentes penitenciários, a Seplag reafirma que o canal de diálogo continua aberto, não só com o Sindapen, mas com todos os servidores públicos do Poder Executivo Estadual.

Julianne Leão – Agência Alagoas