Após denúncia, laboratório é interditado por descarte irregular de 150 Kg de resíduos

descarte
Um laboratório localizado em frente ao Instituto Federal de Alagoas (Ifal), no bairro do Centro, foi interditado nas primeiras horas da manhã desta terça-feira (31), após ser flagrado pela Superintendência de Limpeza Urbana de Maceió (Slum) armazenando de forma irregular 150 Kg de lixo comum misturado com resíduos hospitalares.

Segundo o coordenador de inspeção da Slum, Carlos Tavares, equipes da Slum e da Secretaria Municipal de Proteção ao Meio Ambiente (Sempma) foram ao local após uma denúncia de que o laboratório estava fazendo o descarte do lixo de forma irregular.

“Recebemos a denúncia de que o Laboratório estava descartando lixo comum misturado com lixo hospitalar. Viemos ao local e constatamos que tinha aproximadamente 150 Kg de resíduos sendo descartados de forma irregular. Tinha seringas, luvas, tubos de vidro, tudo misturado com o lixo comum”, explicou o coordenador.

A Slum notificou a administração do laboratório que deve apresentar o manifesto de incineração do lixo em até 24 horas. O manifesto é o documento que comprova que o lixo foi descartado corretamente, coletado pela empresa responsável. A instituição tembém foi autuado pela Sempma e possui até cinco dias úteis para apresentar defesa prévia. As adequações sanitárias devem ser feitas em até 90 dias conforme os padrões adequados, seguindo as orientações da Vigilância Sanitária. Durante esses 90 dias, período máximo, o laboratório permanece interditado.
interditado