Agente sofre descarga elétrica durante plantão na Central de Polícia de Arapiraca

agente
Agentes de Polícia Civil de Alagoas, lotados na Central de Polícia de Arapiraca, denunciam que um servidor foi vítima de uma descarga elétrica devido as condições insalubres da delegacia. A assessoria da PC publicou uma nota de esclarecimento, que pode ser lida ao final do texto, esclarecendo que os serviços oferecidos à população ainda continuam.

As denúncias dos agentes versam sobre as péssimas condições físicas da delegacia, principalmente após as fortes chuvas que assolaram o Estado neste domingo, 29. Nas redes sociais, os agentes publicaram fotos de infiltrações e alagamento da Central.

Ainda na noite de ontem, os agentes de plantão encontraram um buraco que ainda estava sendo escavado em uma das celas. Na postagem, o agente chega a questionar a corregedoria da PC que, segundo ele, não vê as condições da Central de Polícia de Arapiraca.

Uma policial teria sofrido uma descarga, mas que não precisou de tratamento médico, ainda de acordo com os agentes, para evitar outros acidentes os serviços teriam sido interrompidos.

NOTA DE ESCLARECIMENTO
A Direção da Polícia Civil reforça o compromisso que tem junto do cidadão alagoano em contribuir integradamente com a redução dos índices de violência em Alagoas, devolvendo a sensação de segurança ao povo alagoano.
Sobre os infortúnios que prejudicaram o atendimento, neste fim de semana, a PC informa que as fortes chuvas provocaram alguns problemas na sala onde funciona o plantão da Central de Polícia de Arapiraca, no entanto, os serviços no local não foram interrompidos, e os trabalhos da plantonista continuam funcionando.

Os trabalhos foram transferidos para outra sala, no mesmo prédio, e estão sendo realizados normalmente.

Em respeito ao cidadão, uma equipe do Núcleo de Serviços Gerais (NSG) da PC se desloca nas primeiras horas da manhã desta segunda-feira (30), para realizar todos os consertos necessários no prédio da Central de Flagrantes da cidade de Arapiraca.

Vale lembrar que desde o ano passado, o Governo do Estado vem promovendo um programa de recuperação das unidades policiais.

Dentro do programa, Arapiraca ganhou em 2015 um instrumento importante para o combate à violência com a inauguração da nova sede da Delegacia de Homicídios (DH), que passou a funcionar em um amplo prédio situado na Rua Miguel Correia de Amorim, 1196, no bairro Baixão.

As Delegacias Especializadas da Criança e Adolescente, e da Defesa da Mulher de Arapiraca fazem parte da lista de unidades policiais a serem recuperadas brevemente.

Por uma nova Alagoas e pelo fim da impunidade, os serviços chegaram também aos municípios de Murici, Matriz do Camaragibe, Porto Calvo, São Sebastião, Porto Real do Colégio e Atalaia. Interiorizando e qualificando o atendimento policial.

Em Maceió, ganhou destaque a criação de uma área de treinamento na Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic), no bairro de Santa Amélia, para instrução de entradas táticas, além do retorno das atividades do 1º Distrito Policial em sua circunscrição, no Centro da capital; e melhorias nas delegacias de Acidentes, Central de Flagrantes III, Complexo de Delegacias Especializadas (Code), no bairro de Mangabeiras, e no 2º Distrito da Capital. O 7º Distrito da Capital também foi totalmente recuperado e voltou a funcionar no antigo prédio no bairro da Pitanguinha.

Além da recuperação dos prédios, a Polícia Civil de Alagoas investiu, durante o exercício financeiro de 2015, R$ 1,1 milhão na aquisição de bens e materiais permanentes que estão sendo distribuídos às suas diversas unidades. O volume de recursos aplicados foi dez vezes superior ao investido em 2014 (R$ 110,1 mil).

O investimento faz parte da política de melhoria do atendimento ao público e das condições de trabalho de seu pessoal – delegados e policiais civis, colocada em prática pelo delegado-geral Paulo Cerqueira, dentro da linha de construção de uma nova Alagoas, seguindo diretrizes definidas pelo governador Renan Filho, e pelo secretário de Segurança Pública, Lima Júnior.

Alagoas 24 Horas